quinta-feira, 1 de outubro de 2020

Quiz 02: PORT. - 2ª Série (Ens. Médio)

Quiz 02: PORTUGUÊS - 2ª Série - Ensino Médio
Quiz 02: PORTUGUÊS - 2ª Série - Ensino Médio

Leia o texto a seguir e, responda as questões 01 e 02.

01
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Vô sério

    O vovô era um homem sério. Não carrancudo, mas sério. Tanto que os netos fizeram uma aposta: ganharia quem fizesse o vovô rir. O local da competição seria a mesa do almoço, aos domingos, quando toda a família se reunia, com a vovó numa cabeceira e o vovô na outra. Foram estabelecidas certas regras. Para ganhar, seria preciso provocar uma gargalhada no vovô. Um sorriso não bastaria. O objetivo era uma risada. Ou — para não haver dúvida do que se buscava — uma BOA risada.

    Algumas dúvidas tiveram que ser esclarecidas, antes de começar a disputa.

    — Cócegas, vale?

    Ninguém imaginava que o vovô sentisse cócegas, mas, de qualquer maneira, cócegas foram vetadas. E anedota? [...] Decidiram permitir anedotas. Quem soubesse contar uma anedota tão bem que fizesse o vovô dar uma risada, uma BOA risada, [...] mereceria ganhar.

    No primeiro domingo depois da aposta, o Marquinhos — segundo o consenso geral na família o mais palhaço dos netos — sentou-se à mesa fantasiado [...], fazendo ruídos e gestos [...]. Todos riram muito — menos o vovô. O vovô disse: “Muito engraçado, Marquinhos, agora tire essa roupa e coma direito”. Mais tarde o Marquinhos argumentaria que o vovô dizer “Muito engraçado” equivalia a uma risada, mas seu protesto foi ignorado. [...]

    No domingo seguinte, o Eduardinho contou uma anedota. [...]

    Todos riram muito — menos o vovô. [...]

    Nas semanas seguintes, todos os netos tentaram, de um jeito ou de outro, fazer o vovô rir. Apelaram para mímica, imitações [...], números musicais, [...] tudo. E o vovô sério. Finalmente desistiram. E no último domingo aconteceu o seguinte: a vovó sentou-se na sua cadeira na cabeceira, depois de trazer a travessa de frangos da cozinha e colocá-la sobre a mesa — e caiu da cadeira. E o vovô explodiu numa gargalhada.

    Uma BOA risada que não parava mais, enquanto a vovó era atendida e dizia que estava bem, que não tinha se machucado, que não se incomodassem com ela.

    Depois houve controvérsia. Uns netos achavam que a vovó cair da cadeira tinha sido mesmo um acidente, outros achavam que a vovó tinha caído de propósito. Depois de tantos anos sabia o que faria o vovô rir e dera uma mãozinha para os netos.

VERISSIMO, Luis Fernando. Disponível em: . Acesso em: 21 dez. 2015. Fragmento.

O acontecimento que desencadeia os fatos narrados nesse texto está no trecho:

A
B
C
D
E

    Alternativa "C".

(Fonte da resolução: Prof. Warles.)


02
De acordo com o trecho desse texto “... tentaram, de um jeito ou de outro, fazer o vovô rir. Apelaram para mímica, imitações [...], números musicais, [...] tudo.” (8º parágrafo), os netos eram
A
B
C
D
E

    Alternativa "E".

(Fonte da resolução: Prof. Warles.)


03
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Leia o texto abaixo.

Texto 1

    Achei muito interessante e de bom gosto a edição Especial Mulher (junho de 2007), principalmente a reportagem “10 coisas para ter antes de morrer”. A revista novamente nos brindou com um excelente presente. Parabéns pelo trabalho.

    Marcos Cesar Mattedi, Eunápolis, BA.

Texto 2

    Interessante a edição especial Mulher, com reportagens esclarecedoras e atuais, mostrando, principalmente a quem viaja com frequência, novidades para comprar.

    Apenas achei as últimas páginas desnecessárias (“10 coisas para ter antes de morrer”). Poderiam ter aproveitado melhor o espaço. Há tantas coisas que uma mulher contemporânea gostaria de saber e sobre as quais gostaria de ser informada.

Rosiclér Bondan, Novo Hamburgo, RS. Disponível em: http://veja.abril.com.br /060607/cartas.shtml. Acesso em: 3 fev. 2011.

Sobre a reportagem “10 coisas para ter antes de morrer”, esses textos apresentam opiniões

A
B
C
D
E

    Alternativa "B".

(Fonte da resolução: Prof. Warles.)


Leia o texto a seguir e responda as questões 04 e 05.

04
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

3º Encontro Proler Estimula O Prazer Da Leitura

    Nos dias 21 e 22 de maio, a Universidade do Vale do Itajaí (Univali) promove o 3º Encontro Regional do Proler: Tecendo Histórias. O evento, criado para atrair e estimular novos leitores e para incentivar a formação de mediadores de leitura, terá palestras e oficinas, e ainda, uma programação exclusiva para crianças, o Prolerzinho. As inscrições são gratuitas e estão abertas até o dia 19 de maio.

    O encontro abre no dia 21 com a palestra de Flávio Stein, escritor, músico e diretor teatral, que abordará a “Mediação de Leitura: um exercício contínuo”. No dia 22, os convidados são Alexandre Huady Torres Guimarães e Valeria Bussola Martins, professores da Universidade Mackenzie, que vão tratar do tema “Lendo o Mundo: A Construção de Sentidos”. As palestras ocorrem às 19h, no bloco F4, Campus Itajaí.

    Para o “Prolerzinho – Folia dos Livros”, estão programadas contações de histórias, oficinas de fotografia e de percussão, mostra de cinema infantil, exposição do artista Portinari e sobre a nova ortografia, mostra de banners e fotos das ações desenvolvidas pelo Proler e pelo Núcleo das Licenciaturas nas escolas e, ainda, uma biblioteca ambulante com obras infantis e adultas. As atividades do Prolerzinho contam com a parceria do SESC, do grupo Contarte e da Biblioteca Municipal de Itajaí. As atrações ocorrerão das 8h às 17h, no Bloco F4, Campus Itajaí. [...]

BAZI, Ana Paula. 3º Encontro Proler Estimula O Prazer Da Leitura. In: Jornal de Boas Notícias. 2014. Disponível em: . Acesso em: 30 jul. 2018. Fragmento.

Qual é o objetivo comunicativo desse texto?

A
B
C
D
E

    Alternativa "C".

(Fonte da resolução: Prof. Warles.)


05
De acordo com esse texto, qual é a atração de abertura do 3° Encontro Regional do Proler?
A
B
C
D
E

    Alternativa "B".

(Fonte da resolução: Prof. Warles.)


Leia o texto a seguir e responda as questões 06, 07 e 08.

06
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Minha experiência na Serra do Rio do Rastro

    No dia em que eu fui, havia muita gente descendo a Serra do Rio do Rastro em cima de todos os tipos de veículos como carros, motos, bicicletas e caminhões. Eu fui de carro e adorei o passeio porque o carro deu a flexibilidade de parar nos mirantes que existiam no caminho para apreciar a natureza. Ótimos locais para fotografar muito!

    Confesso que dá certo medo de andar na Serra do Rio do Rastro porque a serra é realmente muito alta e a estrada também é estreita. Tome muito cuidado ao encontrar ônibus ou caminhões pelo caminho. Muitas vezes é necessário parar, pois eles têm que dar marcha à ré para conseguir manobrar nas curvas e seguir em frente.

    Fora o medo, todo o passeio é bacana, por isso não deixe de descer e subir a Serra do Rio do Rastro, já que observar e curtir a descida e a subida são sensações completamente diferentes. Eu parti do mirante e desci até a metade da serra. Depois voltei, já que meu trajeto seguinte era a cidade de Urubici, e não o litoral catarinense.

    Durante a descida, o que me chamou a atenção é que o piso da estrada da Serra do Rio do Rastro é todo de concreto, o que permite uma maior segurança aos carros, caminhões, motos e outros veículos. [...]

    A serra também é toda iluminada e, à noite, tem uma visão incrível a partir do mirante. [...]

    Depois da visita, entendi porque a Serra do Rio do Rastro é considerada um dos mais bonitos cartões-postais do estado de Santa Catarina.

    Próximo ao mirante, você consegue visualizar a usina eólica de Bom Jardim da Serra, nas margens da rodovia SC-390. O parque é aberto ao público e o valor cobrado para visitação é de R$ 10,00, sendo que, durante a semana, é preciso fazer agendamento.

    Eu particularmente não tive muito interesse de ir ao passeio na usina eólica, já que é possível visualizar da rodovia as torres que parecem um enorme cata-vento de três hélices. [...]

BUSARELLO, Thiago Cesar. Disponível em: . Acesso em: 6 fev. 2017. Fragmento.

Qual é o tema tratado nesse texto?

A
B
C
D
E

    Alternativa "C".

(Fonte da resolução: Prof. Warles.)


07
Nesse texto, qual trecho apresenta uma opinião?
A
B
C
D
E

    Alternativa "B".

(Fonte da resolução: Prof. Warles.)


08
De acordo com esse texto, o medo de transitar na Serra do Rio do Rastro é causado
A
B
C
D
E

    Alternativa "C".

(Fonte da resolução: Prof. Warles.)


09
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Leia o texto a seguir.

Viciados na telinha

    Caro professor,

    Entre as perguntas repetidas que costumam me fazer, uma das mais frequentes é sobre a concorrência que as novas tecnologias fazem à leitura. Todo mundo parece se preocupar muito com o efeito que as telas da televisão ou do computador podem ter para desviar leitores das páginas dos livros. Realmente, são tentadoras. Mas não são o fim do mundo.

    Às vezes respondo com lembranças de meu tempo de menina, quando televisão não existia com a força de hoje. Mas existia quintal — algo que, atualmente, em grande parte se acabou. E poucas coisas podiam ser tão tentadoras quanto quintal. Tinha árvore, terra, minhoca, espaço para correr, brincar de pique, jogar bola, fazer comidinha, pular amarelinha... Um monte de atividades muito atraentes que também competiam com a leitura. A gente brincava muito. E também lia muito.

    Com esta lembrança, quero reafirmar que o problema não está na existência de outras solicitações tentadoras. Qualquer pessoa que gosta de ler sabe dosar seu tempo entre elas.

    Um abraço,

    Ana Maria Machado.

MACHADO, Ana Maria. Carta fundamental. Out. 2010.

A tese defendida pela autora desse texto é que

A
B
C
D
E

    Alternativa "E".

(Fonte da resolução: Prof. Warles.)


Leia o texto a seguir e responda as questões 10 e 11.

10
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Os ipês-amarelos

    Uma professora me contou esta coisa deliciosa. Um inspetor visitava uma escola. Numa sala ele viu, colados nas paredes, trabalhos dos alunos acerca de alguns dos meus livros infantis. Como que num desafio, ele perguntou à criançada: “E quem é Rubem Alves?”. Um menininho respondeu: “O Rubem Alves é um homem que gosta de ipês-amarelos...”. A resposta do menininho me deu grande felicidade. Ele sabia das coisas. As pessoas são aquilo que elas amam.

    Mas o menininho não sabia que sou um homem de muitos amores... Amo os ipês, mas amo também caminhar sozinho. Muitas pessoas levam seus cães a passear. Eu levo meus olhos a passear. E como eles gostam! Encantam-se com tudo. Para eles o mundo é assombroso. Gosto também de banho de cachoeira (no verão...), da sensação do vento na cara, do barulho das folhas dos eucaliptos, do cheiro das magnólias, de música clássica, de canto gregoriano, do som metálico da viola, de poesia, de olhar as estrelas, de cachorro, das pinturas de Vermeer (o pintor do filme “Moça com Brinco de Pérola”), de Monet... [...]

    Diz Alberto Caeiro que o mundo é para ser visto, e não para pensarmos nele. Nos poemas bíblicos da criação, está relatado que Deus, ao fim de cada dia de trabalho, sorria ao contemplar o mundo que estava criando: tudo era muito bonito. Os olhos são a porta pela qual a beleza entra na alma. Meus olhos se espantam com tudo que veem. [...]

    Vejo e quero que os outros vejam comigo. Por isso escrevo. Faço fotografias com palavras.

ALVES, Rubem. Disponível em: . Acesso em: 23 maio 2011. Fragmento.

Quem é o narrador desse texto?

A
B
C
D
E

    Alternativa "D".

(Fonte da resolução: Prof. Warles.)


11
No trecho “Para eles o mundo é assombroso.” (2° parágrafo), o pronome destacado retoma?
A
B
C
D
E

    Alternativa "E".

(Fonte da resolução: Prof. Warles.)


12
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Leia o texto a seguir.

    A descoberta de água líquida na superfície de Marte foi considerada um avanço notável por cientistas brasileiros e estímulo a uma “visita” — ou seja, a uma missão tripulada.

    De acordo com João Steiner, professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (IAG-USP), além da relevância de uma confirmação robusta da presença de água líquida em um planeta do Sistema Solar, a descoberta tem um apelo especial. “Certamente é uma descoberta importante. Do ponto de vista científico, é algo notável, já que a água é condição para a existência de vida — e se torna ainda mais especial por se tratar de Marte”, disse. [...]

    Pierre Kaufmann, coordenador do Centro de Rádio Astronomia e Astrofísica Mackenzie, afirma que a descoberta poderá dar novo estímulo ao projeto da NASA de levar uma missão tripulada a Marte. “O projeto para o envio de tripulantes a Marte está relativamente estagnado, mas, com essa descoberta, os esforços para uma missão humana poderão ficar mais concentrados. Até agora, só havia especulações vagas sobre as possibilidades de vida no planeta, mas essa perspectiva se torna muito mais sólida com essa evidência robusta de existência de água em estado líquido em Marte”, disse.

    Segundo Kaufmann, a nova descoberta só foi possível graças a enormes esforços que envolveram medições diretas feitas por satélites de sensoriamento em órbita ao redor de Marte, enviados por diversos países, além de sondas que analisam amostras do planeta. “Futuras pesquisas serão seguramente feitas com base em experimentos espaciais, com outros sensores e outros experimentos que levem equipamentos para sondar o planeta direta e indiretamente, incluindo o eventual envio de astronautas.”

A informação principal desse texto é:

A
B
C
D
E

    Alternativa "A".

(Fonte da resolução: Prof. Warles.)




Um comentário: