terça-feira, 28 de novembro de 2017

Quiz 18: PORTUGUÊS 7° ANO

Quiz 18: PORTUGUÊS 7° ANO
QUIZ 18: PORTUGUÊS 7° ANO

01
(MEC-CAED - ADF). Leia o texto abaixo.

Um gatinho aconchegante

    Funciona como

    Um travesseiro macio,

    Ou cobertor

    Nas noites de frio.

   

    Pode pescar sardinhas

    Para o almoço,

    Ou fazer cócegas

    No meu pescoço. [...]

   

    Se a saudade de casa

    Apertar,

    Eu aperto o gatinho

   

    No peito.

    Porque é sempre bom

    Ter um gatinho por perto.

    Assim, desse jeito.

NETO, Lázaro Simões. In:______. O que levar para uma ilha deserta. São Paulo: Editora Leya, 2011. Fragmento.

De acordo com esse texto, é sempre bom

A
B
C
D

    Alternativa "C".

(Fonte da resolução: ??.)


02
(MEC-CAED - ADF). Leia o texto abaixo.

Satélite de fases

    A Lua é o único satélite natural da Terra. Quatro vezes menor do que nosso planeta, ela também é iluminada pelo Sol, não tem luz própria. Ao longo do ciclo lunar, a Lua vai adquirindo formas diferentes para nós que a observamos daqui da Terra. Mas na verdade sua forma não muda. O que muda é o quanto podemos ver da face da Lua que está sendo iluminada pelo Sol.

    A Lua demora cerca de 27 dias para dar a volta ao redor da Terra e de seu próprio eixo. Por isso, é sempre o mesmo lado que fica de frente para o nosso planeta, chamado de lado visível. [...]

    É o único lugar do espaço em que o homem já pisou. Doze astronautas já aterrissaram por lá, desfazendo o mistério: cheia de crateras, poeira e pedras, sem atmosfera nem água, a Lua não abriga nenhuma forma de vida.

Disponível em: http://www.canalkids.com.br/cultura /ciencias/astronomia/lua.htm. Acesso em: 7 dez. 2018. Fragmento.

De acordo com esse texto, doze astronautas aterrissaram na lua e encontraram

A
B
C
D

    Alternativa "C".

(Fonte da resolução: ??.)


03
(MEC-CAED - ADF). Leia o texto abaixo.

Aquarela

    Numa folha qualquer

    Eu desenho um Sol amarelo

    E com cinco ou seis retas

    É fácil fazer um castelo

   

    Corro o lápis em torno da mão

    E me dou uma luva

    E se faço chover, com dois riscos

    Tenho um guarda-chuva

   

    Se um pinguinho de tinta

    Cai num pedacinho azul do papel

    Num instante imagino

    Uma linda gaivota a voar no céu

   

    Vai voando, contornando

    A imensa curva norte-sul

    Vou com ela viajando

    Havaí, Pequim ou Istambul [...]

Disponível em: https://www.letras.mus .br/toquinho/49095/. Acesso em: 26 jan. 2021. Fragmento.

De acordo com esse texto, com dois riscos tenho um

A
B
C
D

    Alternativa "B".

(Fonte da resolução: ??.)


04
(MEC-CAED - ADF). Leia o texto abaixo.

Quero saber...

se macacos conseguem escalar paredes.

    Pode apostar que sim, eles fazem um tipo de rapel de macaco! Foi isso que chamou a atenção de alguns pesquisadores que recentemente visitaram Ilhabela, município-arquipélago localizado no litoral norte de São Paulo. Por lá, a Mata Atlântica é muito exuberante e está protegida por um parque estadual. Nesse ambiente, livre de caçadores, os macacos-prego se divertem à vontade e foram vistos fazendo rapel, ou seja, subindo e descendo um imenso paredão, carregando o que parece ser algum fruto. Devia ser algo muito saboroso para compensar essa escalada toda! [...]

Disponível em: http://chc.org.br/artigo /quero-saber-317/. Acesso em: 17 ago. 2021. Fragmento.

De acordo com esse texto, o que os macacos carregavam devia ser algo muito

A
B
C
D

    Alternativa "D".

(Fonte da resolução: ??.)


05
(MEC-CAED - ADF). Leia o texto abaixo.

    A professora diz em sala de aula:

    — Vamos lá, crianças, se numa mão tenho 6 maçãs e na outra tenho quatro. O que eu tenho?

    Joãozinho responde:

    — Mãos enormes, professora.

Disponível em: https://www.dicionariopopular .com/piadas-para-criancas/. Acesso em: 30 dez. 2021.

Esse texto foi escrito para

A
B
C
D

    Alternativa "A".

(Fonte da resolução: ??.)


06
(MEC-CAED - ADF). Leia o texto abaixo.

TATU

    Há 20 espécies de tatus espalhadas pelo mundo. A metade vive em nosso país ( ... ). Os tatus vivem em buracos que eles mesmos cavam. Algumas espécies, como o canastra, fazem um novo buraco a cada sete dias. Nas tocas eles dão à luz os filhotes e se escondem quando perseguidos pelos caçadores. Tirar um tatu do buraco não é fácil. Ao cavar, ele joga a terra para trás, entupindo a entrada. Além disso, finca as unhas enormes no chão e se imprensa contra as paredes do buraco. O tatu come minhocas, insetos, pequenos répteis e folhas.

LEMOS, Francisco. Nosso Amiguinho, jun. 2002.

O assunto tratado nesse texto é

A
B
C
D

    Alternativa "B".

(Fonte da resolução: ??.)


07
(MEC-CAED - ADF).Leia o texto abaixo.

    O garotinho chamou seu pai no meio da noite e disse:

    — Pai, tem muitos mosquitos no meu quarto!

    — Apague a luz que eles vão embora, filho!

    Logo depois apareceu um vaga-lume.

    O menino chamou o pai outra vez: – Pai, agora eles estão com lanternas!

Disponível em: https://www.dicionariopopular. com/piadas-para-criancas/. Acesso em: 30 dez. 2021.

Esse texto é

A
B
C
D

    Alternativa "D".

(Fonte da resolução: ??.)


08
(MEC-CAED - ADF). Leia o texto abaixo.

Gira

    Gira pião,

    Gira sol,

    Gira girafa,

    Gira com graça. [...]

   

    Gira roda,

    Gira bola,

    Gira cachorro [...],

    Gira atrás do rabo.

   

    Gira boia,

    Gira jiboia,

    Gira o vento,

    Gira cata-vento.

   

    Gira mundo,

    Gira fundo,

    Gira para eu sonhar,

    Gira e não pare de girar.

MISSE, James. Poesias, Rimas e outras coisas mais... São Paulo: Pé da Letra, 2007. Fragmento.

De acordo com esse texto, quem gira com graça?

A
B
C
D

    Alternativa "A".

(Fonte da resolução: ??.)


09
(MEC-CAED - ADF). Leia o texto abaixo.

Água: uma questão de sobrevivência

    Ao mesmo tempo que precisamos evitar a poluição dos mananciais, devemos também economizar a água tratada. Deixar a torneira aberta, enquanto escovamos os dentes, nos coloca no rol dos responsáveis.

    Atitudes de respeito e preservação do meio ambiente, em particular o uso racional da água, podem ser desenvolvidas a partir de atitudes em sala de aula.

    Monitorar o hidrômetro (medidor do consumo de água), calcular o consumo de água por pessoa e promover campanhas de redução de gasto são caminhos interessantes para atingirmos tais objetivos.

Revista Nova Escola, p. 17, mar. 2007. 15)

Qual é o principal assunto desse texto?

A
B
C
D

    Alternativa "D".

(Fonte da resolução: ??.)


10
(MEC-CAED - ADF). Leia o texto abaixo.

Como os peixes nadam?

    A maioria dos peixes nada realizando um movimento de “S”, fazendo movimentos de um lado para o outro. O rabo do peixe o impulsiona para frente e as nadadeiras na parte de cima e de baixo de seu corpo o mantêm reto. As nadadeiras nas laterais do corpo podem ser usadas como freios. Alguns peixes conseguem ficar parados na água, usando as nadadeiras para manter a posição.

BRUCE, J; LLEWELLYN, C; WILKES, A; SAVAGE, S. Como? Onde? Por que?. Barueri: Girassol, 2007, p. 96.

Esse texto é

A
B
C
D

    Alternativa "C".

(Fonte da resolução: ??.)


11
(MEC-CAED - ADF). Leia o texto abaixo.

    Sara encontrou um quebra-cabeça e resolveu montá-lo. Depois de duas semanas trabalhando todas as noites na montagem, ela, finalmente, conseguiu terminar.

    — Olha só o que eu fiz!

    — disse Sara, mostrando o quebra-cabeça para sua irmã.

    — Uau! Quanto tempo você levou para montar? — indagou a irmã de Sara.

    — Foi rapidinho: duas semanas! Dá para acreditar?

    — Duas semanas?! E você chama isso de rapidinho?!

    — Pode apostar que é! — respondeu Sara mostrando a caixa do jogo para sua irmã.

    — Aqui na caixa diz “de 2 a 4 anos”.

BARAZAL, Gabriel. Piadas para rachar o bico. São Paulo: Editora Fundamento Educacional, 2010.

Esse texto é engraçado, porque Sara

A
B
C
D

    Alternativa "C".

(Fonte da resolução: ??.)


12
(MEC-CAED - ADF). Leia o texto abaixo.

Dica de livro | Uma aventura para as férias

    Enfim, elas chegaram! É tempo de férias escolares, e você já deve estar planejando os momentos de diversão enquanto as aulas não voltam. Se uma boa dose de aventura não pode faltar agora, a história de Salvos por um Fio (Silvana Rando, Editora Escarlate), com certeza, vai inspirar suas semanas de folga.

    No livro, Eric, um garoto da cidade, vai passar as férias no sítio da avó. Parece uma história bem comum de aventura em meio à natureza, não é? Não quando você descobre, logo de cara, que a avó de Eric tem um gato bem diferente e falante. E que a natureza da região está cheia de criaturas que parecem ter saído diretamente do folclore brasileiro para a vida real. [...]

    Se, além de aventura, você está ligado na preservação da natureza, a obra da escritora Silvana Rando parece ser perfeita para curtir nas férias. Boa leitura!

CRISTIANINI, Maria Carolina. Dica de livro | Uma aventura para as férias. In: Jornal Joca. 2021. Disponível em: https://www.jornaljoca.com.br/dica-de -livro-uma-aventura-para-as-ferias/. Acesso em: 29 dez. 2021. Fragmento.

Nesse texto, no trecho “... enquanto as aulas não voltam.” (1º parágrafo), a expressão destacada foi usada para

A
B
C
D

    Alternativa "C".

(Fonte da resolução: ??.)




quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Quiz 16: PORTUGUÊS 7° ANO

Quiz 16: PORTUGUÊS 7° ANO
Quiz 16: PORTUGUÊS 7° ANO

Leia os textos a seguir e, responda as questões 01, 02 e 03.

01
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Texto 1

A lenda do café

    Um pastor vigiava o seu rebanho, quando notou que este em determinadas ocasiões se mostrava mais alegre, saltando com enorme vivacidade. A repetição do fato aguçou-lhe a observação e o pastor notou que a energia de suas ovelhas se manifestava quando elas pastavam nessas terras, as quais eram ricas de uma determinada planta cujo fruto comiam. Compreendeu, então, que a reação era efeito da ingestão de tal planta. Curioso, fez uma experiência em si próprio. Tomou uma infusão que fez com os frutos da planta referida. Logo depois, sentiu um reforço de energias, bom humor, melhor disposição para o trabalho e, ao mesmo tempo, desaparecendo o sono que o atacava quando em serviço.

    Tal bebida era o café e, segundo a lenda, assim começou a ser usado.

Disponível em: http://www.clubedocafe.wordpress. Acesso em: 14 abr. 2010.

Texto 2

Os primeiros cultivos de café

    A planta de café é originária da Etiópia, [...] África, onde ainda hoje faz parte da vegetação natural. Foi a Arábia a responsável pela propagação da cultura do café. O nome café não é originário da Kaffa, local de origem da planta, e sim da palavra árabe qahwa, que significa vinho. Por esse motivo, o café era conhecido como “vinho da Arábia” quando chegou à Europa no século XIV.

    Os manuscritos mais antigos mencionando a cultura do café datam de 575 no Yêmen, onde, consumido como fruto in natura, passa a ser cultivado. Somente no século XVI, na Pérsia, os primeiros grãos de café foram torrados para se transformar na bebida que hoje conhecemos.

    O café tornou-se de grande importância para os árabes, que tinham completo controle sobre o cultivo e preparação da bebida. Na época, o café era um produto guardado a sete chaves pelos árabes. Era proibido que estrangeiros se aproximassem das plantações, e os árabes protegiam as mudas com a própria vida. A semente de café fora do pergaminho não brota, portanto, somente nessas condições as sementes podiam deixar o país.

Disponível em: http://www.abic.com.br/scafe_historia.html. Acesso em: 3 abr. 2010. Fragmento.

Esses dois textos falam sobre

A
B
C
D

    Alternativa "B".

(Fonte da resolução: ? .)


02
O texto 2 serve para
A
B
C
D

Alternativa "C".

(Fonte da resolução: ? .)


03
De acordo com o texto 2, os primeiros grãos de café foram torrados na
A
B
C
D

    Alternativa "D".

(Fonte da resolução: ? .)


04
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

O corvo e o jarro

    Um corvo morria de sede e se aproximou de um jarro que uma vez vira cheio d’água. Mas, desapontado, verificou que a água estava tão baixa que ele não podia alcançá-la com o bico. Tentou derramar o jarro mas era impossível: O jarro era pesado demais.

    De repende, viu ali muitas bolas de gude. Apanhou com o bico uma das bolas e jogou dentro do jarro. Depois outra. E mais outra. E outra. E a cada bola que jogava, a água subia. Jogou tantas bolas dentro do jarro que a água subiu até o gargalo. Então o corvo pôde beber.

    Onde a força falha, a inteligência vence.

BAÚ DAS HISTÓRIA E POEMAS. O corvo e o jarro. Disponível em: https://goo.gl/VdjHjp . Acesso em: 18 abr. 2016.

Em qual trecho desse texto há uma relação de causa e consequência?

A
B
C
D

    Alternativa "C".

(Fonte da resolução: ? .)


Leia os textos a seguir e, responda as questões 05 e 06.

05
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Menor tamanduá do mundo vive no Brasil

Ele tem 45 cm e é encontrado em matas tropicais

    • Conhecido popularmente como tamanduaí, ele vive em nosso país na Amazônia, em áreas da Mata Atlântica do Nordeste e em matas ao longo de cursos d'água no Cerrado, nas áreas mais próximas a Amazônia.

    Com cerca de 45 centímetros de comprimento e pesando não mais que 400 gramas, o Cyclopes didactylus — como a espécie foi batizada pelos cientistas — é o menor de todos os tamanduás!

    Animal de pelo longo, macio, sedoso e levemente ondulado, o tamanduaí tem olhos redondos e pretos. Suas orelhas são tão minúsculas que ficam escondidas no meio da densa pelagem, que é cinza, dourada, com reflexos prateados. Sua cabeça é dourada, com reflexos prateados. Sua cabeça é dourada, assim como suas pernas, que também podem ser cinza. Já o seu peito é marrom-escuro ou com uma mancha marrom.

Desmatamento é ameaça

    • Encontrado em matas tropicais, o tamanduaí, aparentemente, não vive em áreas de vegetação aberta. Porém, não se conhece bem a sua distribuição em diferentes tipos de floresta. O que se sabe é que o menor tamanduá do mundo vive nas árvores e raramente desce ao chão. Por isso, o animal

Tempinho, 19 fev. 2011. p. 6. *Adaptado: Reforma Ortográfica.

A palavra em destaque, no trecho "... O seu peito é marrom escuro ou com uma mancha nas marrom." (3º parágrafo) expressa uma ideia de

A
B
C
D

    Alternativa "B".

(Fonte da resolução: ? .)


06
A expressão “Cyclopes didactylus” (2° parágrafo) é um exemplo de linguagem
A
B
C
D

    Alternativa "A".

(Fonte da resolução: ? .)


Leia o texto a seguir e, responda as questões 07, 08 e 09.

07
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

O juiz

    Houve uma reunião do Moreirão e do Moreirinha comigo e com o Orlandinho, três dias antes do jogo, para tratar de um assunto importante. Quem seria o juiz? Quem apitava os jogos do Universal, normalmente era o seu Bruno, da farmácia. Mas o seu Bruno da farmácia não era de confiança. Às vezes se distraía, uma vez saíra no meio do jogo, dizendo “Continuem, continuem”, para ir à farmácia dar uma injeção, e confessava que não gostava de marcar pênalti. “Não sou de dar pênalti”, dizia, como se fosse uma prova de bom caráter. Dava injeção sem dó, mas não dava pênalti. O seu Bruno da farmácia não servia.

    Propus o coronel Demétrio que gostava de assistir aos jogos no campinho, parecia conhecer as regras de futebol e, como militar, imporia respeito dos dois lados.

    — O quê?! — disse o Moreirão. — O coronel Demétrio mal pode caminhar!

    — Ele não precisa se mexer muito.

    — Duvido que ele ainda possa soprar um apito!

    — Está certo — concedi.

    O coronel Demétrio também foi vetado.

    — E o Lúcio? [...]

    Também foi vetado.

VERÍSSIMO, Luís Fernando. O juiz. In: O cachorro que jogava na ponte esquerda. Rio de Janeiro: Rocco Jovens Leitores, 2010. p. 40-42. Fragmento.

No trecho "— O quê?! — disse o Moreirão." (3º parágrafo), os pontos de interrogação e exclamação sugerem

A
B
C
D

    Alternativa "C".

(Fonte da resolução: ? .)


08
O que motivou o início dessa narrativa foi a
A
B
C
D

Alternativa "A".

(Fonte da resolução: ? .)


09
De acordo com esse texto, "Universal" é o nome de um
A
B
C
D

Alternativa "C".

(Fonte da resolução: ? .)


10
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Bons amigos

  Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.

  Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.

  Amigo a gente sente!

  Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.

  Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.

  Amigo a gente entende! [...]

  Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade

  Ou te apontam a realidade.

  Porque amigo é a direção.

  Amigo é a base quando falta o chão!

  Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.

  Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.

  Ter amigos é a melhor cumplicidade!

Disponível em: http://www.radioglobo. globo.com/manhã-da-globo-sp/2011. Acesso em 12 ago. 2011.

No verso "Amigo é a base quando falta o chão!" (v. 10), a palavra em destaque tem o sentido de

A
B
C
D

    Alternativa "D".

(Fonte da resolução: ? .)


11
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Leia o texto a seguir e responda:


SOUZA, Maurício de, Disponível em: http://blogdosquadrinhos .blog.uol.com.br. Acesso em 29 de dez. 2015

De acordo com esse texto, o garoto pendurado no galho da árvore desejava que

A
B
C
D

    Alternativa "C".

(Fonte da resolução: ? .)


12
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Faça chuva ou faça sol

    Apesar de o sertão ser logo lembrado quando se trata do tema, a relação de nossas vidas com o clima evidencia-se em todo canto. E, num país continental como o Brasil, “tempo feio” é expressão abstrata: pode querer dizer que cai uma chuva das boas, no Sudeste; ou que não há uma única nuvem no céu, no Nordeste.

    De Norte a Sul, não há assunto mais recorrente no dia a dia: “ Será que chove logo?”, “E o calor? Tá demais...”, “Parece que o tempo vai firmar...”. Não é para menos. As condições atmosféricas não interferem só no piquenique ou na praia; na roupa do dia ou no trânsito de fim de tarde. Importam à indústria, à aviação, ao comércio, ao turismo, à agricultura e à pesca.

    O tempo é soberano — apesar das interferências nos ciclos da natureza que a humanidade vem causando. Por maiores que sejam os avanços tecnológicos, o homem não desenvolveu nenhum aparato capaz de controlar o tempo. Aprendeu, no entanto, a lidar com ele — seja com os mais modernos equipamentos, seja com suas crenças e sabedoria.

PESCIOTTA, Natália. Almanaque da cultura popular. Mar. 2010, n. 131.

Qual é o assunto tratado nesse texto?

A
B
C
D

    Alternativa "B".

(Fonte da resolução: ? .)




domingo, 5 de novembro de 2017

Quiz 17: PORTUGUÊS 7° ANO

Quiz 17: PORTUGUÊS 7° ANO
Quiz 17: PORTUGUÊS 7° ANO

01
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Leia o texto abaixo e responda.

Operação rango

    Já eram sete horas da noite. Beto desceu a escada de dois em dois degraus e pulou os quatro últimos, [...]. Preparou o lanche antes que a mãe e a irmã voltassem do supermercado.

    Beto embrulhou tudo em papel alumínio, colocou num saco plástico e amarrou na ponta do fio que pendia do terracinho.

    Lá em cima, Miguel devorou os dois sanduíches de presunto com queijo, reforçados com gostosos ovos fritos, especialidade do amigo, acompanhados de refrigerante e do delicioso bolo da Marlene.

    Beto subiu novamente. Ainda sem fôlego, deu umas batidinhas na porta e sussurrou:

    — Miguel?

    — Estou aqui. Valeu, cara, o sanduíche estava muito bom... Beto...Você não contou nada pra Bel, né?

    — Eu não.

    — E o Dunga, apareceu?

    — Que nada, continua sumido. A Bel está superchateada, ela tinha acabado de ganhar o gato da menina – Beto lembrou-se de um detalhe importante.

    A dona Maria ligou lá em casa, brava, disse que está procurando você há meia hora e mandou você ir jantar. Eu disse que você estava no banheiro.

    — Xi, agora melou... Droga! Liga pra ela e fala que sua mãe me convidou pra jantar, aliás já fala de uma vez que eu vou dormir na sua casa.

FURNARI, Eva. Operação rango. In: O segredo do violinista. São Paulo: Ática, 1998. p. 37-8. Fragmento.

No trecho "Droga! Liga pra ela.." (último parágrafo), o pronome destacado refere-se ao termo

A
B
C
D

    Alternativa "C".

(Fonte da resolução: ?.)


Leia os textos a seguir e, responda as questões 02 e 03.

02
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Texto 1


Disponível em: https://www.tecdicas.com. Acesso em 21 mar. 2014.

Texto 2


Disponível em: http://www.duelinganalos. Acesso em: 21 mar. 2014.

A semelhança entre esses textos está no fato de

A
B
C
D

    Alternativa "D".

(Fonte da resolução: ?.)


03
O texto 2 é engraçado por que o homem
A
B
C
D

    Alternativa "A".

(Fonte da resolução: ?.)


Leia o texto abaixo e, responda as questões 04 e 05.

04
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Isotônico pode dar cárie

    Ele repõe sais minerais e glicose, é verdade. Mas o isotônico, aquela bebida colorida consagrada pela geração academia, também pode causar danos à saúde da boca. Um estudo da Universidade de Nova York, nos Estados Unidos, revelou que o consumo destemperado do produto causa erosão do esmalte dos dentes, abrindo alas para cáries e deterioração dentária. “O dente perde mais minerais do que deveria por causa de um desequilíbrio químico provocado pelo ácido cítrico presente no isotônico”, explica o cirurgião-dentista Rodrigo Bueno, consultor da Associação Brasileira de Odontologia. “Por isso, a bebida deve ser consumida de quatro em quatro horas, que é o tempo necessário para que a saliva neutralize a acidez bucal.” Nesse intervalo, procure beber apenas água se estiver praticando alguma atividade física.

Saúde, maio 2009, p. 62.

A informação principal desse texto é que o isotônico

A
B
C
D

    Alternativa "C".

(Fonte da resolução: ?.)


05
No trecho "Ele repõe sais minerais e glicose..." (1º parágrafo), a palavra destacada refere-se ao termo

A
B
C
D

    Alternativa "A".

(Fonte da resolução: ?.)


06
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Leia o texto abaixo e responda.

O lobo desatento

    Certa noite, um lobo andava pela floresta em busca de comida. E já estava empenhado nessa tarefa havia um bom tempo, sem qualquer resultado prático, quando sentiu no ar o cheiro de carneiros. “Até que enfim!”, foi o pensamento que lhe veio à cabeça de imediato, e então, imaginando o que de bom poderia encontrar mais adiante para aplacar a fome que sentia, ele caminhou rapidamente na direção que o seu faro indicava.

    Logo à frente, as árvores davam lugar a uma grande área coberta de relva, e era nesse pedaço de chão que os carneiros descansavam protegidos por um cão. O lobo não se preocupou com isso. O que fez foi sair andando passo a passo, o mais devagar que podia, procurando se aproximar do ponto que ficava mais distante do vigia, onde algumas das possíveis presas dormiam sossegadas.

    E já estava quase lá, quando uma de suas patas traseiras descuidou-se um momento e pisou em um pedaço de tábua já meio apodrecido. Esta rangeu sob o peso do animal, e o barulho que fez soou tão alto em meio ao silêncio da noite que acordou o cão de guarda, fazendo-o sair na mesma hora em perseguição ao lobo desastrado. Que por sua vez, coitado, não teve outra coisa a fazer senão fugir em desabalada carreira, esfomeado e sem alimento.

Moral da história: Quem não presta atenção no que faz, algum dia vai acabar se metendo em apuros.

Disponível em: http://www.fernandodannemann. recantodasletras.com.br. Acesso em: 5 abr. 2010.

Nesse texto, o que deu origem aos fatos narrados foi o

A
B
C
D

    Alternativa "D".

(Fonte da resolução: ?.)


Leia o texto abaixo e, responda as questões 07 e 08.

07
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Curaçao, um simpático e colorido paraíso

    Há uma lenda que explica a razão de Curaçao ser uma ilha tão colorida. Consta que um governador, há muitos anos, sentia dores de cabeça terríveis por todas as construções serem pintadas de branco e refletirem muito a luz do sol. Ele teria então sugerido algo a seus conterrâneos: colocar outras cores nas fachadas de suas residências e comércios; ele mesmo passaria a usar o amarelo em todas as construções que tivessem a ver com o governo. E assim nasceu o colorido dessa simpática e pequena ilha do Caribe.

    E quem se importa se a história é mesmo real? Todo o colorido de Punda e Otrobanda combina perfeitamente com os muitos tons de azul que você vai aprender a reconhecer no mar que banha Curaçao, nos de branco, presentes na areia de cada uma das praias de cartão-postal, ou nos verdes do corpo das iguanas, o animal símbolo da ilha.

    Acostume-se, aliás, a encontrar bichinhos pela ilha. Sejam grandes como os golfinhos e focas do Seaquarium, os lagartos que vivem livres perto das cavernas Hato, ou os muitos peixes que vão cercar você assim que entrar nas águas da lindíssima praia de Porto Mari.

    Tudo em Curaçao parece querer dar um “oi” para o visitante assim que o avista.

    A ilha, porém, tem mais do que belezas naturais. Descoberta apenas um ano antes do Brasil, Curaçao também teve um histórico [...] que rendeu ao destino uma série de atrações [...], como o museu Kura Hulanda, ou as Cavernas Hato. [...]

Disponível em: http://zip.net/bhq1CS. Acesso em: 11 out. 2013. Fragmento.

Qual é o assunto desse texto?

A
B
C
D

    Alternativa "D".

(Fonte da resolução: ?.)


08
De acordo com esse texto, qual é o animal símbolo da ilha?
A
B
C
D

    Alternativa "B".

(Fonte da resolução: ?.)


09
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Disponível em: http://www.turmadamonica .com.br/tirinha. Acesso em: 9 abr. 2010.

A personagem agarrada ao galho esperava que a amiga

A
B
C
D

    Alternativa "D".

(Fonte da resolução: ?.)


Leia os textos a seguir e, responda as questões 10 e 11.

10
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Leia o texto abaixo.

O amigo-secreto

    A turma reuniu-se na sala enfeitada.

    Martinha carregava um pacote enorme, cheio de laços, Suzana e Antônio conversavam animados. Mariana pediu para Juju começar a brincadeira. Cada um devia explicar antes por que escolhera o presente para seu amigo-secreto.

    Quando Juju terminou de falar, um tênis, que mais parecia uma nave especial, foi parar nas mãos de Felipe. Este contou por que comprou o CD importado para o Luís. Que explicou por que escolheu a bermuda de surfi sta para o Bruno.

    — Bruno, a turma gritou. — agora é você!

    Bruno pôs-se a falar:

    — Bom, pessoal, é o seguinte: na primeira semana de dezembro, já tarde da noite, lá em casa, ouvimos um grito de fi lme de terror.

    Todo mundo saltou da cama: “O que foi?”

    Minha mãe apontou, soluçando: “A Ge-la-dei-ra! Ela que-brou!” [...] “Precisamos comprar uma nova imediatamente”.

    “E o presente do amigo-secreto”, minha irmã lembrou mais que depressa.

    “Bolem um presente criativo e que não custe nada”, falou meu pai.

    — Foi aí que eu tive a ideia — continuou Bruno, abrindo a mochila e tirando de lá um pequeno pacote.

    — Espero que meu amigo-secreto goste. Ele é o Rafa.

    — Aí, Rafa! Vai lá! — gritou a turma.

    Rafa começou a abrir o pacote. O silêncio era total.

    — Não acredito que você guardou essa foto, cara! Que idade a gente tinha?

    — Mostra! Mostra!

    E a foto embrulhada de Bruno e de Rafa, quando tinham seis anos, foi passando de mão em mão. O maior sucesso.

    — Puxa, Bruno. Só faltou uma coisa — disse Rafa.

    — O quê?

    — Um abraço, cara. Gosto de você! Bom fim de ano!

CHAMLIAN, Regina. O amigo-secreto. In: Nova escola. Era uma vez. 23 poema, canções, contos... abril, 2007. p. 36.

Em relação ao fato de o presente ter sido uma foto, há uma opinião em:

A
B
C
D

    Alternativa "A".

(Fonte da resolução: ?.)


11
Nesse texto, o trecho "— Não acredito que você guardou essa foto, cara! Que idade a gente tinha?" (15º parágrafo) evidencia um interlocutor que faz uso de linguagem
A
B
C
D

    Alternativa "A".

(Fonte da resolução: ?.)


12
(SEDUCE-GO - A.D. - 2021).

Leia o texto a seguir e responda.

Novo endereço da Feira Hippie divide opiniões

    A possibilidade de mudança da feira de Arte, Artesanato e Produtores de Variedades da avenida Afonso Pena para a avenida Augusto de Lima, entre as ruas Barbacena e Araguari, no Barro Preto, divide opiniões de moradores e trabalhadores da região.

    Os que são a favor argumentam que o bairro tem mais comércio que moradores, e o movimento traria mais lucro e lazer para o local. Aqueles que se posicionam contra a novidade reclamam do aumento do trânsito e do barulho, principalmente no início da manhã dos domingos.

    A jornalista Silvânia Ariel mora na região há mais de 20 anos. Ela teme a desvalorização dos imóveis residenciais.

    O empresário do ramo imobiliário, Nilton dos Reis, mora na Augusto de Lima há 60 anos, desde que nasceu. Ele vê com bons olhos a mudança.

“Super Notícia”, 15 nov. 2009, p.6.

Esse texto tem a finalidade de

A
B
C
D

    Alternativa "C".

(Fonte da resolução: ?.)