Meus seguidores

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Quiz 17: PORTUGUÊS 5° ANO

Quiz 17: PORTUGUÊS 5° ANO
QUIZ 17: PORTUGUÊS 5° ANO

1. (SEDUC-GO). Leia o texto abaixo e, a seguir, responda.

Personagem - Chico Bento

    Chico Bento, criado em 1961, teve como modelo um tio-avô de Mauricio de Sousa, sobre quem ele ouvia muitas histórias contadas pela sua avó.

    Em agosto de 1982, foi lançada a primeira revista, onde a Turma da Roça, entre eles a Rosinha, namorada do Chico Bento, o Zé Lelé, Hiro, o Zé da Roça, a professora Dona Marocas, o padre Lino e vários outros personagens vivem divertidas histórias num ambiente gostoso e pacato do interior.

Disponível em: http://www.monica.com.br/personag/turma/chicoben.htm. Acesso: 26/11/2012.

No trecho “...criado em 1961, teve como modelo um tio-avô de Mauricio de Sousa, sobre quem ele ouvia muitas histórias contadas pela sua avó.”, a palavra sublinhada refere-se a


2. (SEED-PR). Leia a Fábula.

O asno e a carga de sal

    Um asno carregado de sal atravessava um rio. Um passo em falso e ei-lo dentro da água.

    O sal então derreteu e o asno se levantou mais leve. Ficou todo feliz. Um pouco depois, estando carregado de esponja às margens do mesmo rio, pensou que se caísse de novo ficaria mais leve e caiu de propósito nas águas. O que aconteceu? As esponjas ficaram encharcadas e, impossibilitado de se erguer, o asno morreu afogado.

    Algumas pessoas são vítimas de suas próprias artimanhas.

Fonte: Esopo. Fábulas. Porto Alegre: L&M Pocket, 1997, p. 139-140.

Na expressão retirada do texto, “... pensou que se caísse de novo ficaria mais leve e caiu de propósito nas águas...”, a expressão destacada pode significar também


3. (SEDUC-GO). Leia o texto abaixo.

Quem tem medo de vampiro?

    As lendas sobre monstros que chupam sangue existem há milhares de anos, nos mais diferentes países. Além de assustar crianças, essas histórias já deixaram muitos adultos de cabelos em pé. Se você também tem medo de encontrar um vampiro, pode relaxar: eles não existem de verdade e servem apenas para a gente se divertir com filmes, novelas e livros sobre o assunto.

Revista Menina Mania. Ano 4, nº8, setembro, 2003. p.3.

De acordo com esse texto, os vampiros


4. Leia o texto a seguir e responda.

O elemento visual que reforça o tema do cartaz “Com o trabalho infantil, a infância desaparece” é


5. (SEDUC-GO). Leia o texto abaixo.

Menina e Menino

    Nem sempre os colegas entendem a amizade entre meninos e meninas. Mas o melhor é não ligar para as piadinhas sobre namoro, assim a turma esquece o assunto. Se você encontrou uma pessoa legal, não interessa se é menino ou menina. Contar com um melhor amigo de outro sexo tem até vantagens. Afinal, assim você vai poder entender mais como as meninas ou os meninos pensam.

Revista Recreio, v. 6, n. 273, p. 12, jun. 2005.

O assunto desse texto é


6. Leia o texto abaixo.

O LEÃO VELHO

    Um leão ficou velho e fraco e percebeu que era cada vez mais difícil usar a força para caçar. Resolveu usar a astúcia. Deitou-se em sua caverna e fingiu estar doente. Toda vez que um animal se aproximava para ver como ele estava, fingia estar quase morrendo. Quando o bicho entrava na caverna e chegava bem perto, ele saltava em cima da presa e a devorava. Até que um dia veio a raposa. Em vez de entrar na gruta, ficou só do lado de fora pedindo notícias.

    — Como vai? − perguntou.

    — Cada vez pior − disse o leão. — Mal consigo abrir os olhos.

    — Que pena... — disse a raposa. — Faço votos de que melhore.

    Vendo que ela não entrava, o leão insistiu:

    — Venha me fazer companhia... Não fique parada aí fora, no sol, sem nenhum conforto. Não vou lhe fazer mal algum, estou muito fraco. Pode acreditar.

    — Eu até acreditaria em suas palavras, seu Leão... − disse ela. − Mas meus olhos estão me contando outra coisa e tenho que acreditar neles. Estou vendo que tem um monte de pegadas de animais em volta da caverna. E todas apontam na mesma direção. Quer dizer que muitos bichos entraram na sua toca e nenhum saiu. Eu é que não entro... Passar bem.

    E virando as costas, foi embora bem depressa.

(MACHADO, Ana Maria (org). Clássicos de verdade: mitos e lendas greco-romanas. 2.ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2003.)

Qual o problema enfrentado pelo leão?


7. (SEDUC-GO). Leia o texto abaixo e, a seguir, responda.

A Rã que queria ser tão forte quanto um Boi

Jean de La Fontaine

    Uma rã viu um boi, que lhe parecia ter um bom tamanho. Ela, que era tão forte quanto um ovo, invejosa, esticava-se, inflava-se e trabalhava para se igualar ao animal em tamanho.

    Dizia para sua irmã: Olhe bem minha irmã, é o bastante? Diga-me, eu estou no ponto? Não, senhora. E assim, então? Ainda não. E agora? Você não chegou nem perto.

    O animalzinho insignificante, inflou-se tanto que estourou.

Moral da história: Descubra seus próprios pontos fortes e os utilize a seu favor.

Adaptado do livro Fábulas de La Fontaine. Jean de La Fontaine; tradução Caroline Kazue Ramos Furukawa. São Paulo: Madras, 2004, p. 23.

A rã estourou porque


8. Leia o texto abaixo.

Cuidado com o peso!

    As crianças têm andado curvadas para a escola por causa do peso das mochilas imensas?

    Elas não deveriam passar por isso. Nem você. Veja como prevenir dores e lesões.

    Torne as mochilas mais leves. Não carregue mais de 25% do seu peso numa mochila, que deve ficar bem ajustada às costas para não balançar. Carregar 11 quilos pode cortar o fluxo sanguíneo para os braços depois de apenas 10 minutos, causando cansaço e perda de mobilidade dos dedos.

    Mantenha o objeto próximo do seu corpo, especialmente enquanto se agacha e se ergue, diz o Dr. Kevin Gill, do Centro de estudos sobre a Coluna, da Universidade do Texas, nos EUA. E evite os suportes lombares (usados frequentemente por pessoas que carregam muito peso). Um estudo recente mostrou que esses equipamentos não previnem a dor lombar.

Seleções Reader’s Digest. jan. 2009. p. 40.

A finalidade desse texto é


9. (SADEAM). Leia o texto e responda.

Quanto pesa sua mochila?

    Você já parou para pensar quanto pesa sua mochila? Então, aproveite e pare na farmácia do caminho para pesá-la. O material escolar que todos têm de levar para a escola diariamente muitas vezes supera os cinco quilos.

    Pode ser pouco para um adulto, mas certamente mais do que muitas crianças poderiam carregar sem comprometer sua coluna.

    Agora, imagine todo esse peso colocado em cima de suas costas. Ruim, né? E isso sem falar que você, provavelmente, costuma levar todo o peso da mochila em um ombro só, o que pode ser mais prejudicial. A melhor forma de carregar a mochila é bem apoiada nas costas e presa nos dois ombros, pelas alças.

Zá, ano 1, n. 1, jul. 1996, p. 24. Fragmento.

O Texto foi escrito para


10. (Reforço digital – RJ). Leia o texto a seguir e responda:

    Em setembro, Flamengo e Corinthians vão disputar o Jogo da Paz, na Palestina. Mas, na partida entre as duas equipes pelo Brasileirão, o clima será de guerra entre a Nação Rubro-Negra e Ronaldo. O Fenômeno voltou a provocar ira nos flamenguistas ao dizer que a torcida do Timão é maior do que a do Flamengo.

    “Aprendi uma coisa nesse tempo que estou no Corinthians: essas pesquisas que colocam o Flamengo como o time de maior torcida são mentirosas”, disse o jogador ao programa do SporTV. A afirmação causou revolta nos rubro-negros. “O Fla tem uma nação, não uma torcida. A do Corinthians nem se compara”, disse o auxiliar administrativo Wallace.

www.meiahora.com. 8 de julho de 2009, Ano 4, nº371, p.15. (Adaptado)

O trecho que expressa a opinião do auxiliar administrativo é


11. (SEDUC-GO). Leia o texto abaixo e, a seguir, responda.

O burro e o cachorrinho

    Um homem tinha um burro e um cachorrinho. O cachorro era muito bem cuidado por seu dono, que brincava com ele, deixava que dormisse no seu colo e sempre que saía para um jantar voltava trazendo alguma coisa boa para ele. O burro também era muito bem cuidado por seu dono. Tinha um estábulo confortável, ganhava muito feno e muita aveia, mas em compensação tinha que trabalhar no moinho moendo trigo e carregar cargas pesadas do campo para o paiol. Sempre pensava na vida boa do cachorrinho, que só se divertia e não era obrigado a fazer nada, o burro se chateava com a trabalheira que ficava por conta dele.

    "Quem sabe se eu fizer tudo o que o cachorro faz nosso dono me trata do mesmo jeito?", pensou ele.

    Pensou e fez. Um belo dia soltou-se do estábulo e entrou na casa do dono saltitando como tinha visto o cachorro fazer. Só que, como era um animal grande e atrapalhado, acabou derrubando a mesa e quebrando a louça toda. Quando tentou pular para o colo do dono, os empregados acharam que ele estava querendo matar o patrão e começaram a bater nele com varas até ele fugir da casa correndo. Mais tarde, todo dolorido em seu estábulo, o burro pensava: "Pronto, me dei mal. Mas bem que eu merecia. Por que não fiquei contente com o que eu sou em vez de tentar copiar as palhaçadas daquele cachorrinho?"

Fábulas de Esopo. Disponível em www.metáforas.com.br.

O trecho destacado que contém a ideia de lugar é


12. (Proeb). Leia o texto abaixo.

Disponível em: http://www.monica.com.br/comics/fwelcome.htm. Acesso em: 15 set. 2009.

Nesse texto, a palavra “POF” foi utilizada para indicar




Nenhum comentário:

Postar um comentário